Esta série de luminárias, é um encontro entre a característica rústica do aço corten e as texturas hi-tec dos tubos led e as peças de junção impressas em 3D.  É composta por vários formatos, sempre em diálogo com a arquitetura.


Ficha Técnica:

Material: Estrutura em aço corten reaproveitado
Fonte de luz: tubo led
Peças de suporte e acabamento impressão  3D em PLA (plástico biodegradável)
Dimensões: variáveis

Concepção . Re-uso: História das Luminárias Embu

As Luminárias Embu são o resultado de vários processos que acabaram originando esta série limitada de 35 peças. O material utilizado foi o vazio. O vazio de uma outra peça maior.
Em 2012, instalamos em parceria com Marcello Lindgren e Walmur Florencio de Moura o portal Cobra Reluzente na entrada da cidade de Embu das Artes.
Esta escultura de escala arquitetônica foi realizada em chapas de aço corten com uma trama que tem uma estrutura porosa para criar diferentes desenhos de acordo com a mudança das condições de luz. Os fragmentos retirados foram guardadas para serem usados na hora certa. 
Quando fui convidado pelo parceiro Jorge Garcia para criar a espacialidade para o projeto de dança Plano Sequência - TAKE2, pensei em aproveitar este material de alguma forma pois o tempo do material criou uma superfície rústica devido a uma fina camada de ferrugem que se integra naturalmente com a espacialidade da Casa das Caldeiras - espaço onde estava sendo realizada a performance site-specific. Junto ao iluminador Ari Buccioni exploramos em vários projetos a integração da espacialidade com a iluminação, com uma potencialização mútua. Neste caso, dando continuidade a esta abordagem, escolhemos lâmpadas de tubo led de 120cm como único elemento gráfico e luminoso para destacar e compor com a expressiva arquitetura da Casa das Caldeiras. Na necessidade de encontrar os elementos que acolheriam esses tubos led surgiu o desenho de tripés com o uso dos fragmentos guardados. Esta foi a semente desta série.
Quando comecei a montar estes tripés, que transformaram-se em luminárias, percebi a limitação que o mercado oferecia para a montagem enquanto a suportes, acessórios e acabamentos.  Como eu vinha pesquisando e desenvolvendo impressão 3D, promovi este encontro de soluções: do reaproveitamento da produção artesanal das peças de aço rústicas com as de fabricação digital, geradas sob uma demanda customizada.